domingo, 2 de dezembro de 2012

43ª. produção

BEIJA-ME
Direcção e texto: Susana Vidal
Interpretação: Joana Macías
Espaço cénico: Eric Costa
Movimento: Carla Ribeiro
Sonoplastia: David Palma
Vídeo: Alexandre Coelho e Pamella Gallo
Desenho de luz e fotografia: Nuno Patinho
Maquinaria de cena: José Pedro Sousa e Pedro Noronha
Grafismo: Contamina
Produção: Vasco Neves
Estreia a 5 de Dezembro de 2008.
Reposição em 10 de Julho de 2009.
Em duas temporadas foram efectuadas 12 representações no Teatro Esther de Carvalho, em Montemor-o-Velho.
Em «Beija-me» pretendemos explorar o confronto com a nossa própria anatomia, neste caso de género feminino, procurando os limites físicos e a sua transgressão, com o recurso à desconstrução e deformação da sua imagem.
O desafio é construir uma performance onde se venha a reflectir o feminino através de diferentes prismas, tendo como ponto de partida uma música interpretada por Michel Petrucciani.
Estudámos a forma como as mulheres se posicionam hoje perante o mundo e as diferenças comportamentais no contexto de diferentes culturas, procurando uma abordagem que vá além dos padrões estandardizados sobre a “mulher ocidental” e sobre o seu denominado “universo feminino”.
Experimentamos alguns efeitos, digitais ou mecânicos, com a intenção de provocar no espectador alguma ilusão de óptica que o leve a perder a noção de espaço e a sentir a necessidade de redimensioná-lo. É um convite para entrar numa dinâmica gravitacional.
O corpo da actriz em cena está sempre a contradizer-se, vivendo uma luta interminável. O lado esquerdo com o direito, os pés com as mãos, o coração com o estômago, as entranhas com a cabeça... Coloca sempre a mesma questão: para que serve a tua boca?
Susana Vidal

Sem comentários:

Publicar um comentário